O BRASIL EM DESCRÉDITO!




Lula condenado em todas as instâncias, mas livre para candidatar-se


A situação do brasileiro é caótica, enquanto governantes municipais e estaduais tomam atitudes autoritárias restringindo a liberdade do cidadão, este mesmo cidadão ainda é obrigado a assistir a impunidade reinar como é o caso do ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva, que por uma manobra processual atualmente encontra-se com status de pré-candidato a presidente da república (apesar de não ter assumido com clareza), o que impressiona neste caso é que nenhum magistrado em momento algum questiona se Lula é culpado ou não, parece que este fato é inquestionável . O processo ainda será analisado novamente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que não surpreenderia o povo se reafirmasse que todo o processo do ex-presidiário esteja viciado.


Neste cenário, é possível que o ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro seja declarado suspeito no processo e até mesmo punido, caso ocorra, o brasileiro assistirá um juiz ser punido por cumprir suas funções, enquanto o réu do processo que teve sua culpa definhada pela justiça em todas as instâncias sair livre e impune. Toda esta situação é no mínimo trágica e coloca o Brasil em descrédito, além de ser conhecido como o país da nudez e putaria, agora pode assinar um cartão de convite para a impunidade, quem investirá em um país com tamanha insegurança jurídica?


Mais de um ano de pandemia mas pode chamar de amostra grátis da ditadura.


Apesar de não ter comprovação e de não ser aplicado com eficácia, o lockdown continua como regra principal para os governadores e prefeitos, entretanto a única comprovação de fato desta medida é a recessão econômica e o desemprego em todo o país, governadores tomam medidas desesperadas como monitoramento de smartphones e toque de recolher, como se fossem a própria Constituição Federal, o governo federal não demonstra uma ação efetiva e não assume a culpa do atraso nas vacinas, no entanto, tem razão ao declarar que o STF cessou suas ações no combate quando deu autonomia direta para governadores e prefeitos, não obstante deveria reagir e demonstrar ações mais efetivas ao invés de apenas eximir-se da culpa.


Por fim, o cenário é este: liberdade para Lula e restrição para o cidadão que não pode sair de casa para trabalhar e ganhar o pão, mas outrora estava livre para ir a comícios e votar, após mais de 12 meses sendo submetido a medidas autoritárias, questiona-se até quando esta situação vai perdurar?


44 visualizações1 comentário