Vacina obrigatória e as cobaias sem escolha!

Atualizado: 5 de nov. de 2020



Desde o início da pandemia foram feitos inúmeros questionamentos sobre medicamentos não comprovados pela ciência, no entanto, se demonstraram na prática eficazes no combate ao COVID-19, tentaram proibir o uso e até mesmo fizeram campanhas contra medicações que até antes da pandemia eram usadas indiscriminadamente sem receita médica, tendo em vista que, os efeitos colaterais eram mínimos, lógico isso antes da pandemia, logo após os puramente cientistas trataram de encontrar dezenas de efeitos colaterais para impedir o uso da medicação no tratamento.


No momento atual, romanticamente os mesmos puramente cientistas que desprezaram aqueles medicamentos inofensivos, até então, querem a todo custo empurrar veia abaixo do cidadão uma vacina não comprovada pela ciência, ignorando todo o protocolo defendido por eles mesmos.


Em São Paulo o governador João Dória (PSDB), cogita obrigar a população a tomar a vacina não comprovada pela ciência, o mesmo João Dória que questionou a comprovação científica da eficácia dos medicamentos, independente disso, caro leitor, questiona-se: que tipo de democracia o brasileiro tem vivido? Além de ser obrigado a usar máscara nas ruas, tema já discutido aqui, link: < https://www.opinativopolitico.com/post/focinheira-se-quiser-passear .


De acordo com as intenções do governador o cidadão corre o sério risco de ser cobaia de uma vacina não comprovada, sob pena claro de ter os seus direitos restringidos, direitos estes que são delimitados todos os dias, sendo obrigado a andar de máscara em alguns lugares mesmo estando sozinho e respeitando a distância comprovada pela ciência, obrigado a votar mesmo não concordando com os candidatos que o deixam sem escolha e neste ponto, deixar de votar talvez não seja a melhor escolha, mas de maneira alguma deveria ser obrigado a sair de sua residência a contra gosto a fim de cumprir um papel que não queira, mas isso é outro tema que abordaremos em breve.


É necessário deixar claro que, quem quiser tomar a vacina deve ter o seu direito resguardado assim como, quem quer se tratar com os medicamentos não comprovados pela ciência, no entanto, obrigar a população a se submeter a uma vacina não comprovada pela ciência é no mínimo uma insanidade.


Por fim, vemos um governador do cansado PSDB agindo alucinadamente como se fosse presidente do Brasil, indicando a outros estados que tomem a mesma atitude:

A de transformar o cidadão brasileiro em um rato de laboratório preso em uma gaiola sem opção de fugir.

52 visualizações0 comentário