top of page

Wanderlei e Deputados são Citados em Investigação de Fraude em Compra de Cestas Básicas




De acordo com [www.g1.globo/to] O governador Wanderlei Barbosa, do partido Republicanos, está envolvido em um inquérito que investiga suspeitas de fraude na compra de cestas básicas pelo governo do estado do Tocantins. Embora a investigação esteja em andamento sob sigilo, a TV Anhanguera e o G1 tiveram acesso a um documento relacionado ao caso.


Wanderlei Barbosa manifestou sua tranquilidade e afirmou que se pronunciará quando citado pela Justiça. A investigação teve início no ano passado e ganhou notoriedade após um relatório da Polícia Civil apontar o nome do governador, que teria recebido uma transferência de R$ 5 mil de um empresário sob investigação. Em decorrência disso, o inquérito foi encaminhado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) por decisão do desembargador Pedro Nelson de Miranda Coutinho. O foco da investigação é o possível desvio de recursos na aquisição de cestas básicas.


Inicialmente, o caso estava sob a jurisdição do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) devido às primeiras evidências que indicavam possíveis pagamentos indevidos a políticos. Nesse contexto, foram mencionados os deputados estaduais Cleiton Cardoso e Léo Barbosa, o ex-deputado Eduardo Siqueira Campos, o atual deputado federal Ricardo Ayres e o deputado estadual Ivory de Lira.


Léo Barbosa esclareceu que o valor recebido resultou de uma operação lícita e que está disposto a cooperar com a Justiça. Ricardo Ayres e Cleiton Cardoso afirmaram não ter conhecimento do processo, mas também se comprometeram a colaborar.

Eduardo Siqueira Campos enfatizou que não está sendo investigado no processo e que sempre destinou suas emendas de acordo com as necessidades da população.

Ivory de Lira declarou que, assim que tiver acesso aos documentos, esclarecerá que as alegações ilegais contra ele são infundadas.


Ricardo Ayres, embora não possua conhecimento completo do processo, se dispôs a compartilhar seu sigilo bancário e telefônico, além de colaborar conforme necessário. Ele ressaltou que, durante seu mandato como deputado estadual, foi autor de uma emenda parlamentar que possibilitou a distribuição de cestas básicas a famílias afetadas pela pandemia, o que foi devidamente documentado.


É importante destacar que a escolha do fornecedor, entrega e pagamento dos produtos adquiridos são de responsabilidade exclusiva da Secretaria à qual a emenda foi destinada.

O ex-deputado Eduardo Siqueira Campos esclareceu que não está sob investigação neste processo e que nunca foi intimado ou recebeu qualquer documentação relacionada a esses fatos. Ele reforçou que suas emendas foram aplicadas de acordo com sua finalidade e que as cestas básicas foram entregues conforme planejado. O ex-deputado permanece tranquilo e comprometido com as necessidades da população.

573 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page