VÍDEO DE WANDERLEI E LULA É COMPARTILHADO COM DESCONFIANÇA PELA DIREITA, MAS A VERDADE DURA É ESSA:



Viralizou na Internet um vídeo em que Wanderlei Barbosa aparece sorrindo ao lado de Lula, na COP 2022, logo o vídeo ganhou as redes sociais e continua sendo compartilhado. Ocorre que a direita tocantinense olha com desconfiança e o vídeo acompanha a seguinte frase "Vocês percebem que o governador do Tocantins está presente?". Uma leve insinuação de que o governador já esteja se aliando ao presidente Lula, aos extremistas que me desculpem, a verdade precisa ser dita, é melhor mesmo que o governador não seja oposição ferrenha a Lula enquanto presidente do Brasil, mas não vá embora antes de saber os motivos racionais, expostos a seguir.


No Brasil existem Estados que seguram a economia do país e pasmem, o Tocantins não é um deles de acordo com o tesouro nacional entre os 5 estados que dependem mais de repasses do governo federal do que da própria receita o estado mais novo da república federativa está presente.



É necessário pautar ainda que o movimento de direita no Tocantins ainda está no berço e crescendo a cada dia, no entanto, é imprescindível colocar na balança as consequências de qualquer governador do Tocantins, (independente da pessoa que ocupe o cargo), tenha bastante cautela ao declarar oposição ao presidente da república, sendo possivelmente este Luís Inácio Lula da Silva um condenado rancoroso, a cautela pelo bem do Tocantins deve ser ainda maior.


Antes do julgamento malicioso e estúpido, de dizer que possivelmente estes posicionamentos só servem para passar pano para o governador, lembre-se bem que apesar de Bolsonaro ter ganhado nas três principais cidades do estado o tocantinense fez questão de reeleger 15 deputados estaduais dos 24 sendo que 9 cadeiras já estavam vagas, e cá entre nós gastaram fortunas para ganhar a eleição, então fica a pergunta de reflexão: Você votou em uma renovação na assembléia? Se não mesmo que tenha todo o direito de reclamar assuma a sua incoerência política.


Com relação as posições políticas de Wanderlei, apesar do governador ter ficado neutro em relação ao presidente no primeiro turno (tendo motivos plausíveis para isso), este fez o seu dever de casa com a direita ao apoiar e vestir a camisa de Bolsonaro no segundo turno, sendo que no primeiro turno acompanhou as decisões políticas do presidente Bolsonaro quando por exemplo não fez oposição a baixa do ICMS.


Por fim, um Estado tão dependente quanto o Tocantins de recursos do governo federal independente da ideologia política, lamentavelmente deve agir com cautela em relação ao presidente da república, que apesar de toda a polêmica envolvida nestas eleições sujas, ainda tem grandes chances de subir a rampa e ser o primeiro ex-presidiário e condenado da história do Brasil a se tornar presidente da República e chefe das forças armadas, fato que se concretizado trará o mesmo sentimento ao patriota de assistir a franquia de filmes "uma noite de crime".

60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo