top of page

Ação Judicial Revela Obscuridade na Bilhetagem do Transporte Público de Palmas Vereador Rogério Freitas Denuncia Restrição de Acesso a Dados.



Um embate jurídico tem colocado em evidência a atuação da Prefeitura de Palmas em relação ao acesso a informações públicas. Sob o título "Conflito de Interesses: Prefeitura de Palmas na Mira dos Cidadãos", o caso em questão envolve o vereador Rogério de Freitas Leda Barros, que impetrou um mandado de segurança buscando acesso irrestrito ao Sistema de Bilhetagem do transporte coletivo da capital.


O embate teve início quando o vereador teve um requerimento legislativo aprovado pela Câmara Municipal de Palmas, solicitando acesso amplo e irrestrito ao referido sistema. Embora parte do pedido tenha sido atendida pela administração municipal, que liberou o acesso aos relatórios dos pontos de venda do sistema de transporte, uma restrição persistiu: os relatórios das vendas de créditos na modalidade remota.


Essa limitação motivou o vereador a impetrar o mandado de segurança, buscando a ampliação irrestrita do acesso aos relatórios do sistema de bilhetagem. No entanto, a decisão judicial inicial indeferiu a tutela liminar, restringindo o acesso do vereador aos relatórios em questão. Tal decisão foi contestada pelo vereador, que argumentou sua legitimidade tanto como cidadão quanto como parlamentar.


O embate judicial levanta questões importantes sobre o direito à informação, garantido pela Constituição Federal, que assegura a todos o acesso a informações de interesse particular, coletivo ou geral, a serem prestadas pelos órgãos públicos no prazo da lei. A contenda reflete não apenas um impasse entre o vereador e a prefeitura, mas também a importância da transparência na gestão pública e o papel dos órgãos judiciais em garantir esse direito fundamental.


Além disso, a demora na resolução do caso suscita preocupações adicionais, especialmente diante dos problemas enfrentados pelo sistema de transporte coletivo de Palmas, relatados diariamente pelos usuários. A falta de acesso irrestrito às informações pertinentes pode dificultar a identificação e correção de falhas na gestão pública, comprometendo a qualidade dos serviços oferecidos à população.


Nesse sentido, a matéria destaca a necessidade de uma decisão judicial que assegure o acesso irrestrito do vereador aos relatórios solicitados, em conformidade com o direito à informação previsto na legislação vigente. A transparência e a accountability são pilares fundamentais da democracia, e é essencial que os órgãos responsáveis garantam o cumprimento desses princípios em todas as esferas da administração pública.


Fase do Processo


O Opinativo Político, entrou em contato com o advogado do Vereador, Dr. Edilberto Carlos Cipriano Carvalho, que ressaltou a determinação em continuar protocolando recursos até o limite das possibilidades legais. Ele expressou sua confiança em uma sentença favorável, destacando a legitimidade das pretensões do Vereador Rogério Freitas. Segundo o Dr. Edilberto, a luta pelo acesso irrestrito aos dados de bilhetagem do transporte público de Palmas é uma causa fundamental para garantir transparência e accountability na administração municipal. Ele enfatizou que o Vereador está comprometido em defender os interesses da população e que continuará lutando incansavelmente por essa importante questão.

255 visualizações1 comentário

1 Comment

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
Mar 11
Rated 5 out of 5 stars.

Utilidade pública

Like
bottom of page