top of page

Polícia Federal Revela Corrupção e Desvio de Recursos em Araguaína


Nesta quinta-feira (17/8), a Polícia Federal lançou ação com o objetivo de investigar uma série de crimes graves ligados à administração pública em Araguaína. Associação criminosa, fraudes em licitações, desvio de recursos públicos, corrupção e lavagem de capitais em contratos com a Prefeitura de Araguaína estão sob escrutínio.


A investigação, conduzida pela Polícia Federal com colaboração da Controladoria Geral da União (CGU), revelou uma rede intricada de atividades ilícitas. As atenções se voltam para a cidade de Araguaína (TO) e Balsas (MA), onde 08 mandados de busca e apreensão foram executados com base em ordens da 2ª Vara Federal Cível e Criminal da Subseção Judiciária de Araguaína.


Um dos alvos é o ex-prefeito de Araguaína Ronaldo Dimas (PL), de acordo com a investigação Dimas teria recebido um carro de luxo denominado Trailhawk como proprina de empresa. Uma série de crimes graves são investigados, incluindo associação criminosa, fraude em licitação, peculato, corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica e lavagem de capitais. Se condenados, essas acusações podem somar uma sentença de até 41 anos de reclusão.


O nome atribuído à operação tem uma conotação simbólica, referindo-se ao modelo de um veículo de alto valor, alegadamente usado como propina e parte de um possível esquema de lavagem de dinheiro. A Polícia Federal, através do Inquérito Policial, compilou evidências contundentes de direcionamento de processos licitatórios e superavaliação em contratos estabelecidos com a Prefeitura de Araguaína. O foco desses contratos estava na locação de veículos.


Cálculos preliminares indicam que a empresa contratada recebeu mais de R$ 9,4 milhões em repasses da prefeitura no período entre 2014 e 2021. Vale ressaltar que o prefeito durante essa época era Ronaldo Dimas (PL).


1.096 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page