top of page

Polícia Civil do Tocantins desencadeia Operação "Face Test" em apoio a investigações de cibercrimes em São Paulo


A Polícia Civil do Tocantins, por meio da Divisão Especializada de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC/Palmas) e da 1ª Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos (1ª Denarc/Palmas), realizou nesta terça-feira, 30, a Operação "Face Test". A ação, em apoio às investigações da 4ª Delegacia de Polícia de Lavagem e Ocultação de Ativos Ilícitos por Meios Eletrônicos, em São Paulo, resultou na execução de cinco mandados de busca domiciliar.


Os mandados abrangeram as cidades de São Paulo/SP, Praia Grande/SP e Palmas/TO, onde foram cumpridos dois mandados de busca. Nestes locais vinculados a um dos investigados, foram apreendidos computadores, celulares, dispositivos eletrônicos diversos, valores em espécie e um veículo automotor.


O delegado responsável pelas ações em Palmas, Lucas Brito Santana, destacou que a operação é um desdobramento das investigações iniciadas em 2022 pela Polícia Civil paulista. O caso teve início após uma instituição financeira sofrer um ataque hacker, resultando na invasão de contas de clientes e movimentação indevida de cerca de R$ 3 milhões.


A ação criminosa, nomeada "Face Test" devido a uma parte do método utilizado pelos hackers para burlar os mecanismos de segurança da instituição, envolveu a invasão de contas e transferências para contas de terceiros. A polícia agiu em apoio à operação em São Paulo, evidenciando a colaboração interestadual no combate aos crimes cibernéticos.

61 visualizações0 comentário
bottom of page