top of page

Governo não cumpre promessa e estudantes ficam sem bolsa


O governo anunciou um edital de bolsa de iniciação científica, despertando a adesão da universidade. No entanto, o compromisso de pagamento de 12 bolsas de 700 reais cada, programadas para o período entre setembro de 2023 e agosto de 2024, não foi cumprido, resultando em um atraso de três meses.

As instituições afetadas incluem a UNITINS e a UFNT, deixando estudantes sem o suporte financeiro prometido. Surpreendentemente, mesmo universidades privadas, como a UNITOP, que foram destacadas na mídia como contempladas com investimentos em educação, enfrentam o descumprimento do repasse das bolsas.


Em um depoimento marcante, uma aluna de letras que preferiu não se identificar revela sua angústia: "Eu faço pesquisa de iniciação científica há um ano e nunca enfrentei um atraso tão significativo. Preciso dessa bolsa para quitar minhas contas básicas, como energia, água e internet, que estão todas atrasadas devido à falta de recursos."


A situação evidencia não apenas o descumprimento das promessas governamentais, mas também a vulnerabilidade financeira enfrentada pelos estudantes que dependem dessas bolsas para manterem suas necessidades básicas em dia.

59 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page