BOLSONARO DEFENDE LIBERDADE DE IMPRENSA / NÃO HÁ TEMPO PARA ERROS!




O presidente Jair Messias Bolsonaro fez o dever de casa, defendeu a liberdade de impressa, é importante ressaltar que este é o mínimo que se espera de um servidor público, principalmente o mandatário do país tem o dever e compromisso com a sociedade no que concerne a liberdade de manifestação da opinião, seja ela favorável ou não, neste momento você esquerdista e cego pode pensar da seguinte forma: "O presidente é um hipócrita, após tantos ataques a imprensa, agora vem com essa!" Neste caso a resposta foi dada pelo jornalista José Maria Trindade (confira o vídeo: <a https://www.youtube.com/watch?v=8w7Im2SK3C8 a>), uma coisa é ser a favor da liberdade de imprensa, outra é receber ataques e não manifestar a sua indignação, a questão seria invertida e a censura seria ao presidente da república.


No que se refere a tão presente hipocrisia (palavra muito utilizada nos textos publicados aqui do site), não se viu ou ouviu falar que o presidente da república tenha ameaçado de demitir qualquer jornalista, ou mesmo ligado em um jornal ao vivo para ameaçar qualquer um desses como ocorreu nesta semana no episódio de João Dória e Constantino, verifique no link: <a https://www.youtube.com/watch?v=r1tjcVEpnso&t=65s a>


Conquanto, em seu mandato o presidente pecou na comunicação, muitas vezes criando situações desnecessárias, dando declarações no mínimo questionáveis comprometendo a imagem do governo, bem como, a imagem do Brasil, é urgente e necessário que o presidente tome mais postura e posicionamentos semelhantes a este que defendeu a liberdade de opinião e expressão.


Outro ponto importante


Ademais, o presidente não fez mais do que o seu dever defendendo a liberdade, não obstante, o Brasil inteiro está de olho e necessita urgentemente das reformas, para retomar o crescimento do país, é preciso explanar que a escolha de Bolsonaro para representar a casa legislativa está longe de ser a melhor para o país e pelo visto custará caro aos cofres públicos todas as emendas liberadas. É válido ressaltar que o presidente já errou uma vez ao defender Rodrigo Maia, que travou projetos de interesse nacional, no entanto, não há mais tempo para erros, apreensivo o brasileiro tem a única escolha de torcer para que os poderes sejam harmônicos em defesa da sociedade.

56 visualizações0 comentário