AMASTHA E LUXEMBURGO! UMA NOVA ESQUERDA CAVIAR SE FORMA NO TOCANTINS.





Carlos Amastha convidou o técnico de futebol, empresário e milionário Vanderlei Luxemburgo para aliar - se a sua chapano PSB, Luxemburgo não nega suas origens comunistas e fala até com certo orgulho veja:


"Meu avô era torneiro mecânico e foi foragido também. E foi morar em Tinguá-RJ. Ele era um cara muito inteligente e leu um livro da marxista Rosa Luxemburgo. Ele colocou o nome da minha mãe de Rosa Luxemburgo em homenagem à marxista Rosa Luxemburgo. E daí para a frente passou a ter o Luxemburgo e eu passei a carregar comigo, com minhas filhas, meus netos, todos carregam Luxemburgo porque eu acho que o meu avô foi muito feliz em homenagear uma marxista que foi uma mulher guerreira, que acrescentou muito ao mundo, não foi para o país dela, a Polônia, foi para o mundo. Ela foi muito importante porque ela brigou muito, guerreou muito, guerras duras, ela foi mulher guerreira mesmo, é reconhecida como uma das mulheres mais importantes do mundo".


Quanto a Amastha, este tem um relacionamento amoroso com o PT indiscutível e a história a história recente não nega.



Em 2018 em declaração aos jornais locais o ex-prefeito de Palmas Carlos Amastha disse que a velha política venceu novamente, no entanto, creio que alguns eleitores ficaram confusos na época, afinal quem representava a mudança?


No dia de lançamento da sua campanha o ex-prefeito e então candidato levantou a bandeira Lula livre, e travou uma briga serrada com a Senadora Kátia Abreu para levar o PT para sua coligação.


Como o eleitor Tocantinense pode enxergar a mudança de um candidato que faz a aliança com o PT e tem Célio Moura (PT) como vice?


Amastha abandonou a prefeitura de Palmas, ato que declarou a mídia que jamais faria e o pior deixou nas mãos de Cinthia Ribeiro (PSDB), que tem feito uma péssima gestão.


Talvez por ser forâneo, Carlos Amastha pode pensar que o eleitor Tocantinense está alheio ao cenário nacional, nada obstante, o eleitor se mostrou alerta e disse não a política do ex-prefeito disfarçada de nova e com um belo recheio de demagogia.


Finalmente na esperança de voltar ao poder o empresário milionário forasteiro Carlos Amastha juntou-se a outro milionário Vanderlei Luxemburgo alheio ao Tocantins, que parece se envaidecer com o poder, para tentar vender para os Tocantinenses o discurso de preocupação com o povo, mas o que parece mesmo é que estão preocupados com o próprio cargo.


Mas é fato que Amastha deixou legados em Palmas-TO, entre eles, Cinthia Ribeiro e escândalos de corrupção como o da CPI do PreviPalmas com relatório final de um rombo nos cofres públicos de 58 milhões de reais.


472 visualizações0 comentário